InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
Top dos mais postadores
Fractius (224)
 
Baqi (96)
 
Branca (91)
 
Danto (74)
 
King Werneck (29)
 
Frazz (20)
 
Njörd (14)
 
Richard Spencer (12)
 
Narrador NYC (11)
 
Rolador de Dados (10)
 
Os membros mais ativos da semana

Compartilhe | 
 

 ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Qui Nov 06, 2014 1:47 pm


☥ Londres - Newham - Casa da Família Tufte. ☥
• 17 de Dezembro de 1999, Sexta-Feira: 17h11min P.M.
• Turielith | Angelina Tufte: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista.



Desde os tempos do primórdio, o abismo nunca foi o lugar ideal para Turielith. A Elohim que se rebelou contra as forças de Deus, por um amor maior, que foi a humanidade. Mas esta mesma humanidade és merecida de tal fardo e sofrimento ? O ódio foi consumido naquele reino infernal, presa ao fosso e pagando por todos os seus pecados e daqueles a qual ela lutou, humanos. Junto com outros Elohim, foi presa no Abismo, a qual é chamado de Inferno por muitos ocultistas. Sua hora e seu retorno foi de triunfo. Ao contrário de muitos irmãos Caídos que não conseguiram encontrar o seu novo hospedeiro, para conseguirem viver fora daquele lugar miserável, que ao mesmo tempo longe da coleira de Deus e de seus Anjos.

A Algoz teve sorte por aquela tarde ter saído ao mundo físico bem próximo daquele beco sujo, fétido de urina e lixo. Um grito de socorro foi uma melancolia para seus ouvidos, como se fosse um chamado. Angelina Tufte, a adolescente que foi literalmente violentada, abusada sexualmente, a perda da preciosidade virgindade e por fim o doce cheiro da morte. Tudo isso tomado por um sujeito qualquer. Turielith viu naquele corpo o chamado, era ali ou nunca mais. Pois o fosso aos pouco puxava o seu corpo de volta para o abismo. Mas aquele pequenino corpo, manchado pela dor, medo e tristeza; logo foi preenchido por algo, este algo era tão frio quanto a própria morte. E sentindo todos os sentimentos daquele corpo, acabou deixando-a um pouco ligada a Angelina e assim sua vingança foi feita, pela ceifadora dos celestiais.

Duas semanas se passa, vivendo como um membro da família Tufte. Mesmo tendo sua natureza masoquista, tinha que manter sua máscara. Ela sentiu que os pais da menina sentiram o leve peso da mudança de comportamento de sua filha. Até Emily quando perturbava sua mais nova irmã, a Elohim podia sentir que a pequenina tinha medo da irmã do meio. Aquilo lhe fez pregar algumas peças travessas com a mesma e algumas bem más. Ao ponto dela agora sempre lhe olhar com os olhos preenchidos pelo medo e esse mesmo medo alimenta o prazer da Algoz. Pois agora o feitiço se voltou contra o feiticeiro. Ninguém descobriu nada, mas pela casa a desconfiança continua da mudança radical. Ouviu pelos cantos da casa, seus pais pensando em chamar um Psicólogo para tratar da pequenina Angelina.

A Algoz ainda sente a dor de sua hospedeira diante do que ela passou, um trauma e ela sente que nem todos os humanos são tão lixos assim, pois Angelina era uma prova de uma boa pessoa. Isso acabou deixando-a um pouco mais mole. Só que seus desejos ainda estão bem fortes e sabe da missão sagrada que recebeste no fosso assim que conseguiu atravessar o reino dos mortos até o mundo físico.

Turielith em nome dos Rapinantes do Abismo, sabe que o grande Azazel, outrora conhecido como o Duque da Colheita, agora com a alcunha de Príncipe da Miséria. É o Soberano dos Rapinantes, representando a facção em Londres. Sua missão é acha-lo e se juntar aos outros Caídos para assim cumprirem o desejo máximo do grupo. Nessas duas semanas tentando manter a vida normal de Angelina no auge, para não dar problemas, infelizmente o seu corpo é de uma jovem e é limitado para muito de outras coisas mais legalizadas a adultos. Até tentando um chamado através de convocações e Doutrinas, nunca teve uma resposta se quer. Estava ficando chato, ainda mais com o inverno na cidade, próximo do maldito natal e a cidade cada vez mais populosa por estrangeiros.

A Elohim acaba de chegar em casa, voltava do colégio a qual que infelizmente mantinha a máscara, mas boa parte do tempo matava aula ou nem se quer entrava no colégio. Pois suas buscas eram prioridade. Nem outro Caído foi encontrado neste tempo todo pela Algoz. Entrando na residência nota o milagre que a casa da família Tufte possa está vazia aparentemente. Era adorável aquele silêncio melancólico. O pai de Angelina sempre chega de noite, quase sempre pelas dez horas da noite. Já a mãe da menina, apenas vive como dona de casa. Como hoje é sexta-feira, ela sempre se perde nos salões de beleza e vive na fofoca com as amigas. Emily esta namorando escondido, isso a Elohim descobriu recentemente, a esta hora deve estar junto do seu novo par.

Agora é hora de pensar mais como e por onde começar ? Subiu as escadas tranquilamente, abrindo a porta do seu quarto infantil, todo decorado na cor branca, lilas e o verde claro. Piso de madeira clara com um tapete cinza por cima, paredes brancas e o teto de cor verde claro. Seu lado esquerdo a cama de solteiro, bem arrumada e preenchida por ursos de pelúcia. De frente a janela de madeira fechada, com uma persiana branca e os últimos feixes fracos de luz do sol que atravessa. Lado direito apenas o guarda-roupas, a mesa com o computador da jovem, prateleiras nas paredes cobertas de bonecas, o enorme espelho na parede e utensílios que a jovem já tinha. Estava a sós e isso era talvez um pouco melhor. Logo a noite vai chegar e irá cobrir o céu londinium e assim o frio cada vez ficará pior.


Quarto de "Turielith".


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!


Última edição por Fractius em Qua Nov 12, 2014 1:08 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Qui Nov 06, 2014 7:00 pm

O silêncio era colhedor e bem vindo. Desde o ataque e renascimento não tinha tido um tempo só para ponderar as coisas. Angelina meio que clamava isso e Turielith se viu obrigada a remoer.

***

Depois de golpear o homem e se deleitar com a sua morte, percebeu que não estava só. Havia uma testemunha ali. Nem o homem havia percebido a presença e nem Angelina. Virei para cnofrontar a testemunha do ato, que nada fez para proteger a menina. A raiva que eu agora sentia era de Angelina e ador consumia minhas entranhas.

 Caminho até o meio de umas caixas de papelão, lá tem um mendigo, deitado, totalmente camuflado. Ele tinha um cheiro forte de drogas. Parecia dopado e entorpecido, olhos vidrados. Lembro então que os humanos sempre tiveram um gosto peculiar por seiva de uva e que isso os deixava grogues e imbecis. Mas seja o que esse homem usara ele estava viajando num abismo pior do que e aquele de onde eu vim. Mas naquele momento havia um respingo de lucidez. Os olhos vidrados eram de medo.

-Por que não tentou fazer nada? Sei que você viu, seus olhos não lhe engaram. Aquele homem está morto. Você quer morrer também? Diga covarde, por quê não fizeste nada?

_ Eu não poderia, sou fraco, ele me teria matado também!! - Seu hálito fede a podre e seus olhos começam a lacrimejar. - Mas você estava morta moça, eu vi. Eu sei o que voce é" POR FAVOR ME PERDOE, DEUS ME PERDOA! É SEU ANJO QUE VEM PURGAR MEUS PECADOS! EU SEEEIIIIII!

 Foi uma surpresa pra mim. Talvez ele tivesse notado algo sobrenatural no movimento da morte do homem. Muito melhor, era a hora de tirar vantagem da situação.

- Sim meu filho. Eu sou a espada da vingança. Você viu o que aquele homem fez? Ele era mal, pecador e injusto. Se aproveitar dessa mocinha e matá-la. Então eu vim, meu nome é Justiça! Sou a justiça que embala os mortos. Meu filho, não chore. Vim para ajudar os desesperados como você. Eu sou o anjo que vai sanar as feridas dos sofredores e indefesos.

 Uso as minhas mãozinhas brancas e laceradas para segurar o rosto do homem que chora, o encaro nos olhos e o abraço, cantando uma canção infantil que Angelina gosta. A voz infantil e adolescente de Angelina cria o momento certo de paz e tranquilidade em meio aquela escrotice.

- When the world
Is gray and bleak
Baby don't you cry
I will give you every bit
Of love that's in my heart
I will bake it up
Into a simple little pie
Baby don't you cry
Gonna make a pie
Gonna make a pie
With a heart in the middle
Baby don't be blue
Gonna make for you
Gonna make a pie
With a heart
In the middle
Gonna be a pie
From heaven above
Gonna be filled
With strawberry love
Baby don't you cry
Gonna make a pie
And hold you forever
In the middle of my heart
Baby here's the sun
Baby here's the sky
Baby i'm your light
And i'm your shelter
Baby you are mine
Shhhh. Eu posso te ajudar, voce não quer viver mais nas ruas, não é? Eu sinto seu clamor de paz. Eu posso lhe ajudar. Você só precisa voltar seus olhos para o Bem.

 Coloco minha mão em seu coração, Dramaticamamente o incitando a fazer um pacto.

- Sinto em seu coração. Você quer se livrar disso??

 Ele me lança um olhar de esperança.

- EU QUERO, ME SALVE, ME SALVE ENVIADO DE DEUS!

- Eu o cobrirei de benção meus filho.

 O beijo nos lábios. Está feito. Stuart Smith agora é meu.

***

Eu precisaria de mais em breve. Mas fora de cogitação em fazer algo assim na família TufTe. Pelo menos tinha conseguido dois fiéis a mim. Dayse e Clyde. Eu sabia que poderia contar com eles. Dayse por ser amiga e Clybe por ser uma alma boa e facilmente manipulável.

Me sento na cama e clamo por Azazel novamente. Queria completar a missão, meu dever sagrado, ver tudo queimando, a guerra renascendo. Talvez, dessa vez conseguiríamos vencer.

Nenhum resposta, nada. Olho pela janela as ruas frias e silenciosas. Observo um dos vizinhos acendendo a lareira, por detrás do vidro da janela. Era um senhor idoso. Havia lutado numa dessas guerras que os humanos inventavam para se matarem... Mas nunca havia corpos o suficiente, então arranjavam outros motivos. Ele vive só, na companhia de um gato cego de um olho. Me sinto entediada, então sinto vontade de conhecer o velho, quem sabe, um pacto novo?

Pego um casaco, luvas e cachecol. Desço as escadas, vou até a cozinha e pego um pratinho. Mamãe havia feito uma torta. Não era ruim de comer, era até apetitoso. Pego uma faca, corto uma fatia, cubro com um guardanapo. Penso em ir fazer uma visita ao homem, como gesto de bondade levo a comida. Ele apreciaria, aposto. essas pequenas coisas saciam Angelina, eu posso sentir. O atos de maldade me saciam. Juntas nos completávamos bem, uma alimentando os propósitos da outra.


Última edição por Turielith em Sex Nov 07, 2014 8:33 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Sex Nov 07, 2014 5:34 pm



Sua memória é frágil, não lembra de muita coisa da Idade da Ira, na verdade completamente nada. Mas agonia e a dor que sofreste no abismo, há... isso era impossível esquecer. Nessas duas semanas mesmo não conseguindo contato direto com o Príncipe da Miséria, porém conseguiu alguns seguidores não tão fiéis ainda. Mas Turielith sabe que sua amiga Dayse e o enfermeiro Claybe, vão possuir um futuro glorioso se seguirem o caminho da Algoz. Rapinante de orgulho, o caos rodeia sua mente, ou seria apenas sua própria máscara ? Ao fato de ter conseguido "livrar" Stuart Smith das drogas e o alcoolismo, isso foi um termo de generosidade ? Ou seria apenas um ato egoísta para completar seus caprichos ? Simples, ela é uma devoradora de potencias de Fé. Alguma dúvida ? Era necessário para seus planos. E quais seriam esses ?

Deitada sobre sua cama, assistindo o velho Jeremy e seu gato caolha, era um tédio total. Todos consideram aquele velho como louco, isso por parte das crianças do bairro e o que a mente de Angeline já tinha registrado. O velho perdeu a esposa tem bastante tempo, mas as crianças juram que já viram seu espírito vagando pela casa. Principalmente em época de Halloween. Em sua concentração, tentando usar seus métodos da invocação para Azazel... Nada, como sempre, mas desta vez foi diferente. Em sua mente apareceu a imagem de algo diabólico, como se fosse a chamas do inferno e uma voz gutural em berros. Logo cortou, sua respiração ficou ofegante e a leve dor de cabeça. O que seria isso ? Uma resposta ofensiva ? Ou alguém interferiu o "link" mental e espiritual da invocação ? Isso a Elohim não tem conhecimento ainda. Ignorou por enquanto, logo pensou: "Porquê não uma nova Potência de Fé ?" - Saiu do quarto, desceu as escadas até a cozinha.

Aquele silêncio e aquela sensação estranha de quando tentou contactar ainda lhe incomoda. Por sorte ainda tinha fatias de bolo de baunilha com cobertura de chocolate e morangos fatiados por cima. Total de quatro. Quando começa a fatiar um som ecoa por toda a cozinha. É a campainha da casa tocando, quem seria e logo agora ? Pois um Tufte sabe que não é, porém, todos possuem chaves. Quem seria ? Mas de todas as formas um calafrio estranho percorre toda a espinha do corpo da menina. Isso não é algo normal. Seria um semelhante ? Ou algo pior... ?


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Sex Nov 07, 2014 6:43 pm

Aproveito que estou com a faca na mão e a coloco dentro do bolso do casaco. Era uma faca de ponta serrilhada.. Não sei se para me proteger, devia ser uma reação do corpo de Angelina de quando sentia frio. Enrolo o cachecol, ajeito as luvinhas. Caminho de encontro porta tranquilamente apesar do aperto na garganta.

Vou contando os passos

1
2
3
4
5 ...
12 passos, abro a porta.

_________________
"a cerca já era coroa de rosas entre chifres do touro" - Nenpuku Sato
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Sab Nov 08, 2014 2:33 pm



A Elohim não sabe do que se trata, mas o calafrio é bem estranho. Sabe que algum tipo de poder foi usada nas proximidades. Isso lhe chamou atenção por se sentir estranha, nem sabe exatamente onde e o que foi usado. Mas pôde sentir. Com a faca serrilhada em mãos, a mesma usada para cortas os pães, usada pela mãe de Angelina. Ajeitou seu cachecol, as pequenas luvas e a faca no bolso do casaquinho. Quase não deu pelo tamanho do objeto. Então começou sua contagem e passos lentos. Quando passava pelo portal que da acesso há um pequeno corredor e a frente outro portal a qual é acesso da sala e onde esta a porta principal.

Quando chegou quase do outro lado do corredor, na contagem de número oito em seus passos, escutou um som de porta se abrindo e fechando. Vindo do interior da casa. Isso lhe fez parar por alguns segundos e logo voltou o silêncio. Então atenta, caminhou até a porta, seus olhos observam os móveis da sala e ao redor e nada de anormal. Sua atenção voltou-se a cortina branca da porta principal para ver quem seja pelo vidro da mesma. O estranho é que não tinha ninguém. Que tipo de brincadeira é essa ? Logo então uma voz masculina, diferente de todas de que vivem naquela casa e até de seus seguidores. Era um desconhecido e ele fala tranquilamente em tom de ironia pelo primeiro susto da Caída enquanto procurava algo ou alguém pelo vidro da porta:

─ Não acredito... Que seja algo tão pequeno assim que vieste ao chamado do Príncipe da Miséria... Escolheste uma criança ? Bem... é até melhor do que ser em um objeto. Será que Deus, não irá puni-lo por ter hospedado um ser tão puro como este ? Hahahaha... Acho que aquele velho barbudo sem graça não esta nem aí para isso...

Quando se vira em um ato de reflexo, nota um homem muito estranho sentado no sofá e com os pés cruzados em cima da mesinha de centro. Com o cotovelo direito apoiado no braço do sofá e a mão apoiando seu queixo. E em sua outra mão, aparentemente uma navalha de barbear ao que parece. Ele fica girando-a suavemente na altura do seu próprio rosto. Aquela pele branca dele, um sobretudo preto de couro, calça social preta, par de sapatos negros e por de baixo do sobretudo uma blusa de moletom marrom, junto de um cachecol e com uma gola branca pra fora de uma suposta camisa branca por de baixo de tudo. Ele usa um par de luvas negras de couro com os dedos cortados. Um homem de aparência estranha, ao fato do sue cabelo cacheado espalhado e uma mecha branca ao centro do mesmo. Dando-lhe um tom e corte bem excêntrico. Fica te fitando com um sorriso de ironia ao rosto esperando resposta. E a pergunta é, como ele entrou ali e como e quem seria ? Pelo menos parece que ele conhece Azazel o Príncipe da Miséria.


O Estranho.


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Sab Nov 08, 2014 6:45 pm

Observo o homem estranho que invadiu a casa. Ele ao menos sabia surpreender e pelo visto tinha alguns truques na manga ao ponto de tentar me assustar. Olho para ele com meu olhar mais duro, então me sento na frente dele.

- Não sou tão pequena, aparentemente ainda poderei crescer. Afinal - uso uma citação de Angelina - São nos menores frascos que se escondem os melhores perfumes... e os piores venenos. Não escolhi uma criança, foi mais uma questão de acaso e essa aqui já não era mais tão inocente e nem estava mais tão viva. É um corpo praticamente vazio e não creio que o criador tenha se importado, dado o que aconteceu com ela antes da minha... uhm... aquisição. Eu chamei o príncipe da miséria pois este é o eu dever e a ele devo fidelidade.

Sorrio depois das ultimas palavras para amenizar o peso das palavras. Espero o homem responder.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Sab Nov 08, 2014 7:24 pm



A Elohim sento no ar um cheiro esquisito, parece aquele aroma de borracha queimada. Ela notando melhor quando se senta de frente, ela percebe que o cheiro provém do homem em sua frente. Ele analisa cada movimento de Turielith com os olhos. No instante ela percebe os olhos dele ficando totalmente negros e profundos. Vários símbolos tribais brotam do pescoço branquelo que aos pouco a pele dele toda fica morena, como se fosse um autente adorador de praias. E o sobretudo dele exala fumaça suavemente como se pega-se fogo. E a voz dele agora, com um tom arcaico e um pouco diabólico:

─ Entendo perfeitamente pequena. Mas quem é você, para incomodar o nosso Príncipe da Miséria ? E de deve fidelidade a ele... Eu devo lhe conhecer entre as falanges principais do Príncipe, ou não ? Revele-se Elohim...

É o suficiente da Elohim saber que se trata do Anjo do Desconhecido, como este ser é chamado no Abismo. Ela sabe que se trata do Rapinante Zorfiel o cavalheiro dos céus e agora do fosso. Logo toda aquela revelação desaparece, isso para ela sentir a pressão de que se trata de um superior de causa. E ela sentiu tanto na pele de Angelina e em sua alma Imortal aquela impressão. Até o cheiro de queimado aos pouco desaparece junto com aquele cala-frio esquisito.


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Dom Nov 09, 2014 1:26 am

Observo o homem se apresentar e o truque feito por ele realmente e deixa impressionada. Se ele queria causar uma impressão e ao mesmo tempo assustar, ele de fato o conseguiu.

- Sou a algoz Turielith, meu lorde. - Me apresento e abaixo a cabeça em sinal de reconhecimento e respeito. - Minha memória está fragmentada, mas o nome de Azazel ecoa em mim, como uma necessidade. Desde que saí do abismo isso me consome, o desejo de me unir a causa e de me juntar aos meus.

Depois de dizer essas palavras olho para o homem aguardando o sinal que eu tanto esperei.

_________________
"a cerca já era coroa de rosas entre chifres do touro" - Nenpuku Sato
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Dom Nov 09, 2014 7:44 pm



Ele observa todos os detalhes das palavras refletidas pela Elohim. Sem dizer uma palavra até as últimas dela, e ele só confirmando suavemente com a cabeça diante do comentário. Zorfiel simplesmente para de girar a lâmina com seus dedos, sorrir e logo guarda o objeto ao bolso de seu sobretudo. Voltando os olhos negros para a bela e pequenina hospedeira Angelina. Suas mãos se juntam rápidos em forma de uma palma e em seguida mais duas palmas. E ele lhe responde tranquilamente com um sorriso amistoso ao rosto:

─ Turielith... representando a casa dos Algozes. Mais uma para as linhas dos Rapinantes. Serás bem-vinda diante destes conflitos estranhos. O nosso Soberano Azazel ficará satisfeito em tê-la conosco. Ele achou que fossem inimigos, por isso não atendeu o seu chamado. Eu como sou bom com a Doutrina do Caminho, soube de onde vieste o chamado... Apenas segui os rastros demoníacos até aqui. -

Ele pausou, logo retirou os pés da mesinha, sentando direito e desencostando do sofá. Com os braços apoiados agora em suas próprias pernas e um pouco mais sério ele volta a falar:

─ Lhe adiantar algumas coisas aqui na cidade Turielith. As coisas não estão bem por aqui jovem Elohim. A Pentarchy infernal de Londres esta em conflito, estávamos sem um Tirano principal. Desde o desaparecimento do Tirano Reconciliador da casa Flagelo, Eliel. Conhecido por Asas do Destino. Ele era um covarde, nem me importo com isso... Mas ele sabia de tudo, diferente de quem assumiu o comando da cidade. O egoísta e egocêntrico Beliel, da casa Diabo, um Faustiano maldito que quer bancar de Deus, conhecido como Príncipe Celestial. No Abismo e aqui é um Barão. Ele não foi oficializado pelos Ministros, mas todos o temem em reagir e deixam ele com a Corte de Londres. E o Príncipe da Miséria é o Ministro representando os Rapinantes. Logo estamos nos fodendo para este engomadinho Diabo. Alguns dias atrás todos sentiram uma energia maligna corrompida pelo Alto Tormento. Expandiu-se por toda a cidade. E os boatos de que os Reconciliadores estão tramando algo e de que possam ter trazido de volta seu Duque... E outros boatos de que algo saiu do mais profundo do Abismo. Três dias depois desse ocorrido, alguns Caídos foram dados como desaparecidos. Além disso, alguns casos estranhos rodeiam a cidade. Seguidores sumindo, Pactos sendo desfeitos. Alguém esta tramando algo... Mas quem ? Um esta acusando ao outro, mas provas que é bom, nada. De todas as formas... Seja bem-vinda ao novo Inferno... E vamos nessa... -

Mais uma vez ele bate as palmas e com o sorriso cínico de antes. Ele se ergue rápido do sofá, olha ao redor, fica com o dedo indicador no queixo como se quisesse lembrar de algo. Depois ele arregala o sorriso junto dos olhos como se lembra-se. Ele repõe a mesma mão no bolso interno e retira uma chave toda enferrujada, parece aquelas chaves de guarda-roupa antigo. Ele lhe estende para que possa pegar. Então ele finaliza:

─ Bem, esta chave irá abrir a porta de onde eu vim. Que seria o banheiro aqui de baixo. Mas lembre-se, coloque a chave, destranque... E antes de abrir a porta, diga a palavrinha mágica... Que é... Miséria. Simples não ? Sei que é um nome sem graça, assim ninguém desconfia. E depois segue até a quarta porta a esquerda. Lá será o seu destino... O Soberano está no seu aguardo. Grande Azazel, ou melhor... O Príncipe da Miséria. Boa sorte,  nos vemos depois em breve. Tenho outras coisas a fazer. E se cuida, já sabendo resumido dos nossos problemas. -

A chave em suas mãos tem uns dez centímetros, parece ser de ferro escuro e enferrujado. Mas ela em mãos, pode sentir algo de sobrenatural nela. Seu sensor de Elohim capta no ato que a toca. Quando então ele passa por ela olhando-a acenando com a cabeça ele segue até a porta principal da sala. Quando então ele retira uma outra chave do bolso parecida com a da Algoz, mas dessa vez com várias em um molho. Ele a encaixa e diz algo pra si a qual ela ouve pelos seus sentidos mais aguçados do que o normal "Big Ben" Logo ele olha para trás dando-lhe uma última olhada, sorrindo e abre a porta. Uma luz forte e bem clara aparece, ele adentra e a porta se fecha. Apenas o som de bater de asas de vários pássaros pareciam vir de dentro. O som se sessa após a porta se fechar. E em seguida escuta o som de alguém pelo lado de fora colocando a chave e abrindo a porta. Era sua mãe entrando. Que parece falar no celular com alguém que lhe ver e fala rapidamente:

─ Olá filha ! Como foi na escola ? -

E continuou a conversar e rindo com quem esteja falando, com compras em mãos e indo para a cozinha. Ela não viu Zorfiel ? Incrível essa Doutrina dos Caminhos usada pelo Anjo do Desconhecido. Falta saber que Casa Demoníaca ele pertence. Sua memória não recorda de tal fato. E agora, o que Turielith irá fazer. Se realmente o Rapinante estiver dizendo a verdade, as coisas estão bem quentes em Londres...



Leia Importante (OFF):
 

_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Seg Nov 10, 2014 2:56 pm

Ouço com atenção o que ele diz. Então esse era o problema de Londres? Só a menção do nome de Azazel já me deixa em êxtase. Finalmente, após tanto tempo irei reencontra-lo. Por mais estranho que pareça, tenho a impressão de saudade. Não sei explicar bem, pois mal me lembro do passado, mas sei que quero muito revê-lo.

- Aprecio bastante as informações que me deu Zorfiel e agradeço as boas vindas, bastante... significativas. - Sorrio conciliadora. - Não vejo a hora de me reencontrar com Azazel, esperei por tanto tempo. Adeus irmão, nos reveremos em breve.

Vejo que minha mãe chega logo em seguida, quase ao ponto de topar com o demônio. A cara que ela faria se o visse seria tão engraçado. Imagino aquela velha sem coração tomando um susto. Já havia pregado peças em Emily, em breve seria a vez da mamãe.

Odeio quando ela faz perguntas e sai sem esperar resposta. Todos os dias eram assim, aposto que se ela tivesse podido teria me abortado. Às vezes eu vejo o olhar que ela me dá, não é o mesmo que ela dá aos meus irmãos. Comigo Angelina é sempre duro, frio, como se fizesse algo mecânico, sem calor. Ultimamente essa situação e enche de rancor.

Penso em ir diretamente a Azazel, mas com a mãe em casa, não seria apropriado. Maldita hora dela chegar, teria que esperar a madrugada. Papai chegaria cansado e a mãe se doparia com remédios para dormir. Meus irmãos mais velhos não moram mais em casa, apenas Emily, mas em breve ela partirá... as vezes ela sente tanto medo de mim, que procura não estar em minha presença o tempo todo. Gosto de provocá-la...

Volto a cozinha, continuo o serviço com o bolo, coloco no pratinho e vou a casa do vizinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Seg Nov 10, 2014 11:54 pm



Turielith realmente recebeu uma aula sobre os problemas na cidade de Londres. Agora é questão saber se tudo é verdade o que ele lhe disse. Mas sobre alguns dias atrás sobre a energia de Alto Tormento foi tão grande que até ela tinha sentido sim. Então deve ter sido isso que Zorfiel disse. Mas o que intrigou a Elohim é que o Anjo do Desconhecido disse que os Reconciliadores podem estar aprontando algo, depois de um ano terem desaparecido após o sumiço do Asas do Destino. Ou algo muito tenebroso saiu do Abismo, mas seria possível ? Ou alguém fez um chamado e nada foi naturalmente ? Tudo é possível e a Terrestre sabe disso.

Por pouco Joselyn não viste o demônio. Ou Zorfiel já sabia e se retirou antes ? Já que ele é conhecodor da Doutrina dos Caminhos, talvez ou possa ser uma coincidência. A Caída sabe que a mãe de Angelina mudou um pouco com a pequenina em relação de suas mudanças de temperamento. E realmente é por isso, não é uma má pessoa. O pai a mesma coisa, mas Emily presenciou um pouco da Revelação verdadeira como um susto, então ela acha que viu apenas coisas e preferiu manter para si mesma. Porque a Elohim sempre olha para ela com aquele olhar cínico e o sorriso malicioso... Deixando-a confusa do que realmente viu ou não. Era uma loucura para a irmã, mas no fundo da alma e das emoções, mesmo Emily sendo um porre, a pequenina gosta da irmã. Se um mal acontecer a essa família, talvez ocorra um conflito interno e isso a Elohim não deseja. Pois tem que seguir com o plano. Mesmo sendo uma Discípula da Doutrina da Morte, tudo tem que ser analisado com cautela.

Caminhou até a cozinha, ela nota Joselyn ainda ao tel rindo atoa e guardando as coisas no armário e geladeira. A pequenina seguiu até o bolo, logo de vagar retirou a faca do seu casaco e voltou a cortar o bolo. Ouve a mãe da hospedeira lhe olhar e diz ao telefone "Um minuto por favor Diana" ela tampa com a mão para não ouvir do outro lado da linha e logo diz um pouco indignada para sua filha:

─ Minha querida... Bolo a esta hora ? Mais tarde vai sair o jantar. Solta isso e vai tomar o seu banho... Chegou da escola e nem se quer se lavou. Que esta acontecendo com você em menina ? Parece que nem minha filha é mais... Esta reaprendendo ? Vamos ter uma conversa em família hoje e sua irmã também, ela esta muito estranha... Parece que viu fantasma e só vive viajando no mundo da lua... Espero que seja e não um namoradinho... Sabe de algo querida, sobre sua irmã ? Bem, me fale depois... to no telefone agora. -

Ela volta a sorrir e se vira a falar no tel, pedindo desculpa pela demora, começa a falar de adolescentes, mudando, crescendo e aquele papo de sempre a qual Angelina já esta cansada de ouvir. Sua mãe esta distraída, o pedaço de torta esta cortado. O que irá fazer ? Visitar o velho Jeremy assim mesmo ? Obedecer a mãe de Angelina ? Ou seguir o verdadeiro plano dos Rapinantes... de ir ao encontro do Príncipe da Miséria ?


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Ter Nov 11, 2014 2:37 pm

Sentimentos conflitantes surgem, penso que seria arriscado contactar Azazel agora, mas ela me deu a deixa ao me mandar ir ao banheiro. Mas ao mesmo tempo penso no homem lá, esperando alguém ser legal com ele. Fico irritada com a mamãe, eu nem era comilona pra ela me bronquear por aquilo. E se eu realmente quisesse o maldito pedaço de bolo?

Já imagino a conversa de família, passei por uma dessa semana passada, no final ela iria falar que nem uma cacatua e no fim papai ía dizer:

- Jocelyn, são adolescentes! Você está exagerando.

Ela ficaria furiosa com ele e provavelmente faria beicinho. Ele me daria algum doce, e olharia com ternura para os filhos. No outro dia ele lhe traria algum presente, talvez uma joia, fariam as pazes e tudo voltaria ao normal.

Me decido por fim. Guardo a fatia na geladeira com um guardanapo por cima. Coloco a faca na pia e subo para o quarto. Pego a toalha e vou ao banheiro de baixo. Geralmente ninguém usa aquele.

Relembro as palavras do homem: " Mas lembre-se, coloque a chave, destranque... E antes de abrir a porta, diga a palavrinha mágica... Que é... Miséria. Simples não ? Sei que é um nome sem graça, assim ninguém desconfia. E depois segue até a quarta porta a esquerda. "

Então sigo as instruções. Coloco a chave, espero destrancar, digo miséria. A porta se abre, eu entro e coloco um gancho na porta, vai que alguém resolve abrir, não é? Me encaminho até a quarta porta e entro.


_________________
"a cerca já era coroa de rosas entre chifres do touro" - Nenpuku Sato
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Qua Nov 12, 2014 12:46 am



Realmente a pequena Angelina já sabia da famosa reunião de família. Turielith sabe que seria o tédio de sempre. E a Rapinante não gosta nada disso. Se pudesse teria queimado todos, mas sabe que isso não faria bem para o seu hospedeiro e quem sabe, futuramente podem ser usados como fontes de Fé, mas ela sabe que tudo tem um preço e mesmo assim como as emoções de Angelina iria refletir diante desses atos ? Isto é um pouco complicado. A mãe da mortal esta distraída fofocando com sua amiga ao telefone. Distraída ao ponto da pequenina ter guardado a fatia na geladeira bem cuidadosamente.

Enquanto isso fica na decisão do que fazer, após alguns minutos se decidiu, ir logo ver o Soberano entre os Rapinantes, sua facção. Deixando o velho Jeremy para uma outra hora, talvez o Príncipe da Miséria não seja tão misericordioso com relação ao tempo perdido. Logo subiu as escadas, pegou uma toalha para posicionar uma finta de um banho. Logo que saiu do quarto, levando nada, além da chave e uma toalha branca com o desenho de um urso panda. Ela fecha a porta do quarto e desce rapidamente até o banheiro do andar de baixo a qual Zorfiel indicou que a mesma usasse. Nunca trilhou pela Doutrina dos Caminhos, sente-se estranha. Ela pega a chave e nota que a fechadura não é compatível. Mas só pela aproximação, a chave dá um suave brilho em prata e a ponta do objeto muda e quando coloca cabe certinho. Ela faz tudo conforme foi pedido. Quando abre a porta ela nota o banheiro normal. Entrou e nada de estranho, mas no instante em que fechou a porta, ela sente a energia de alguma Doutrina neste ambiente. Tudo fica escuro do nada. Quando ouve o som de estalos de lâmpadas se acendendo. Quando seus olhos voltam a enxergar, nota estar em um enorme corredor, fino e sem um fim aparentemente. O chão, as paredes e teto tudo na cor cinza. E as luzes ao teto iluminam tudo perfeitamente. As portas alinhadas, todas iguais, sem números e apenas possuem maçanetas douradas, nem tranca existe.


Corredor Místico.

Turielith caminha até a quarta porta indicada pelo Anjo do Desconhecido. Ela para de frente, ela notou que quando andou as luzes a qual passou se apagaram. Ficando o breu total e sem retorno aparentemente. Com a chave em mãos, ela gira a maçaneta e quando o abre podia ouvir um som, era música, bem barulhenta por sinal. Parecia que estava entrando em uma boate. Estaria no lugar certo ? Em fim iria realmente encontrar o grande Azazel, o Príncipe da Miséria ? Ela engole seco e se prepara para entrar. Com a porta aberta, pode ver como se tivesse uma película semi-transparente se mexendo de leve, quando ela toca, sente que é gélido e lembra uma geleia a qual sua mão toda passou tranquilamente. E do outro lado, parece ver um escritório só que bem escuro e o som da música ofegante abafada.


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Branca

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 91
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Qua Nov 12, 2014 12:58 am

Não sei se sou eu que sinto medo e apreensão ou é Angelina reagindo aos meus sentimentos. Às vezes esse corpo me faz sentir fraca e indefesa. Maldição, fico imaginando se vou ter que esperar ela crescer pra me sentir mais forte. Iria demorar alguns anos creio. Lembro de que quando eles não eram muita coisa e nem tinham formado essa sociedade que eles cresciam mais rápido, sei lá. Agora tudo neles me incomoda as vezes, o cheiro, os pelos, até o modo como se comunicam e se esfregam uns nos outros. Outro dia na escola senti o coração palpitar, achei que o corpo estivesse morrendo ou adoecendo, mas não, era apenas a reação dele a aproximação de Malcolm. Me senti tremer e ruborizar, mas não como agora. Aquilo tinha sido diferente e bom.

O som não parece agradável e o escritório não parece convidativo, mas se esse era o local, tanto fazia. Sinto um frio do ambiente ao ponto dos pelinhos eriçarem. Não sei se devo chamar por alguém, na dúvida caminho lentamente até o centro. Baixinho falo:

- Olá?

Espero ver se alguém responde, enquanto paro e fico olhando o ambiente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 224
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 30
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   Qua Nov 12, 2014 1:04 am


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Conteúdo patrocinado



MensagemAssunto: Re: ۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

۞ Turielith: Arco I, Ato I: Recrutamento Niilista. ~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» OPORTUNIDADE / RECRUTAMENTO AIKAN GAMES
» [Recrutamento]Galaxy Games [NEW GAME AOD ONLINE]
» Recrutamento para ALIEN TEMPLATE
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Recrutamento para "Super Mario Starter Kit"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Área Abandonada :: Crônicas Antigas :: ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤDemônio: A Queda :: Demon: Diabolical Mind-