InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
Top dos mais postadores
Fractius (227)
 
Baqi (97)
 
Branca (91)
 
Danto (74)
 
King Werneck (29)
 
Frazz (20)
 
Njörd (14)
 
Richard Spencer (12)
 
Narrador NYC (11)
 
Rolador de Dados (10)
 
Os membros mais ativos da semana

Compartilhe | 
 

 ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 227
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 31
Localização : Salvador

MensagemAssunto: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Qua Mar 04, 2015 4:09 pm


☥ Londres - Camden - Cemitério de Highgate. ☥
• 17 de Dezembro de 1999, Sexta-Feira: 23h49min P.M.
• Frazael | Theodore White: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas.



Parece que as esperanças retornaram a bater as portas de Theodore, assim deixando seu hospede aliviado. E o termo entre os Elohins possam melhorar. Um ajudando ao outro, a paz reinará pelas almas. Após ter saído do hospital e ter conversado com o poderoso Mikael o mestre das Almas seguiu seu caminho ao encontro de algumas ferramentas para desenterrar corpos. Não foi tão difícil, com alguns vizinhos e amigos de Theo conseguiu emprestado. Alguns até sentem falta do sumiço do pastor e pedem que ele retorne aos cultos. Muitas famílias sentem falta das orações do jovem padre. Mas Frazael sabe que não há tempo para isso e nem sabe o que pode acontecer se adentrar em solo sagrado.

As horas foram se passando e reuniu os itens dentro de uma enorme bolsa preta. Tinha duas pás, uma picareta e um balde. Talvez fosse o suficiente a qual o Soberano dos Luciferianos pediste para o final da noite. Como tem pouco recursos, pegou o último ônibus do dia e seguiu até o cemitério St James a qual é chamado por muitos, mas seu verdadeiro nome é Highgate. Ficou há uma quadra de distância do cemitério pela Chest Road a estrada totalmente deserta, aquele frio de matar. Muita neblina espalhada por todo o solo daquela região, era quase impossível notar o solo a qual o jovem começa a trilhar. Quase dez minutos andando e os dois únicos sons eram do seu par de sapatos ao solo e do sopro gélido do vento. Lá estava ele de frente para aquele enorme portão, as paredes brancas e acabadas pelo tempo daquele enorme cemitério. O topo era tampado por galhos e densas folhas das variedades de árvores que vem de dentro do local. Nas laterais moitas e todas cobertas pela neblina que se estende através do gradeado do portão. Faltava ainda uns 9 minutos para meia-noite e nenhum sinal de Mikael. Estava adiantado e isso era bom ou não ? Como nos clássicos filmes de terror, quando Theo via quando era adolescente o famoso uivo de um lobo bem ao fundo.

PS: A Ilustração esta com os portões abertos, mas ele esta trancado aparentemente.


Cemitério Highgate (St. James).


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Frazz

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 17/10/2014

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Qua Mar 04, 2015 5:47 pm



Enquanto pegava os instrumentos que necessitaria no cemitério com os vizinhos de Theo, Frazael observada a reação das pessoas. Toda aquela paixão ao mirá-lo no olho, entregando-lhe as ferramentas. Claro, nem todos, mas muitos. A sua fama, mesmo que pequena, fazia com que um pequeno círculo do bairro o venerasse – era assim que Frazael enxergava. Aquelas pessoas eram fonte de Fé! O Demônio sabia que precisava voltar à igreja para dar continuidade aos cultos... porém, a partir daquele momento, do seu jeito Diabo.

No entanto, o momento era outro. Precisa ter foco em seus objetivos. De uma noite para a outra, uma vida pacata e sem graça estava se tornando movimentada. Colocou tudo que pegou emprestado dentro de uma mala e um saco maior. Andou até a esquina próxima da sua casa e, escondendo os lábios do frio, pegou o primeiro ônibus até o cemitério. A viagem foi tranquila. Não tanto por Frazael, mas principalmente por Theodore que sentia o mistério da sua vida sendo desmistificado.

Ao chegar no cemitério, se deparou com o grande portão. Estar naquele lugar, naquela hora, parecia um filme trash de terror antigo. Mas tudo era real. Os arbustos ao seu lado o intimidavam, de fato. Não pela sua possível ameaça, mas pelo desconhecido. Esse medo era fruto de Theo. O Diabo ficou parado frente ao portão por alguns instantes. Estava adiantado. Sem hesitar, caminhou até as barras de ferro e forçou levemente para frente e para trás, verificando se estava trancado. Esperava que estivesse. De qualquer forma, esperaria do lado de fora, onde foi combinado. As ferramentas estavam no chão, ao lado dos arbustos para não chamar atenção de estranhos.

O frio era intenso, mas era por uma boa causa.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 227
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 31
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Qui Mar 05, 2015 3:45 pm



Em poucos minutos seria o início de sábado. Mesmo ali na entrada o Diabo não consegue entender o motivo de sua alma esta se sentindo acovardada. Algo bem abissal e estranho como se o cemitério quisesse repelir o Elohim daquele local. Mas nada poderia impedir desta missão ou poderia ? O vento esta suave, mas bem gélido como o toque da própria morte. Não sabe de onde vem o som, mas ele ouve o toque de um sino vindo bem ao longe. Olhando em seu relógio, pode ver que trata-se de meia-noite e era sábado e em breve o famoso natal se aproxima. Então o vento fica um pouco mais agressivo, fazendo as folhas das árvores e moitas balançarem com ferocidade. Ao longe de onde o jovem Elohim caminhou até chegar na entrada do cemitério ele nota alguém vindo andando pelas sombras. Caminhando tranquilamente, sobretudo negro, tudo era negro naquele ser, nem o rosto era possível ser notado. O estranho é o cala-frio que Theo sente e todo poste de iluminação que aquele homem passa ela estoura e se apaga deixando o quarteirão cada vez mais escuro.

Ele para de baixo de um poste, faltando mais dois para chegar próximo de Frazael, ele esta uns trinta metros de distância e do outro lado da rua. É como se aquilo tivesse notado o Elohim e lá ele ficou parado e até encostou ao poste apagado. O que fazer diante de uma situação dessas ? Era como se ele estivesse lhe olhando, aquela sensação estranha piora cada vez mais. Em um sublime piscar de olhos de baixo daquele poste não havia mais nada. E o coração palpitou forte de nervosismo. Quando se da conta, escuta um som atrás do Diabo, bem na grade do portão principal. Quando se da conta, nota alguém de costa para ele, como se estivesse mexendo no portão para abri-lo e logo a voz ecoa pela noite densa:

─ Creio que eu tenha chegado na hora certa. Sempre cumpro minhas palavras jovem Frazael. -

O rosto do ser se vira e revelando-se ser Mikael o soberano das almas. É bem aterrorizante e ao mesmo tempo aliviante para o Luciferiano. Ele destranca o portão e abre para dentro cada lado do portão. Depois ele caminha até o rapaz e retira do bolso interno um colar de uma corda que lembra madeira e um pigente de uma pedra negra em formato de losango. Com a outra mão ele retira de dentro da gola de seu sobretudo um igual mostrando que usa também. E logo completa esticando o item para Fraziel:

─ Solos sagrados expulsam seres como nós, com o tormento elevado. Nos sentimos mal só de está presente, isso inclui sua igreja, digo de sua carcaça. Você não iria conseguir entrar, poderia até queimar. Mas esse colar, burla e ao mesmo tempo ele reduz a nossa monstruosidade do abismo, assim podemos caminhar em solos sagrados com tranquilidade. Então coloque e vamos... E trouxe tudo para desenterrar ? Se sim, vamos... -

Ele desenhou um sorriso ao canto da boca, esperou ver a reação de Fraziel, independentemente da resposta do Diabo ele se vira olha aos redores, faz o sinal da cruz e adentra lentamente pelo portão. Então se vira para Frazael e desenha um enorme sorriso girando os braços mostrando que não aconteceu nada com ele e diz:

─ É... o colar deu certo, vamos... pois não sei o tempo de duração. -

Voltou-se a ficar de costa para o caído e logo começou a caminhar adentro do cemitério lentamente e analisando as lápides e tentando sentir o "aroma" da localidade. Para um mestre dos espíritos, o cemitério seria uma espécie de parque de diversões. Isso o Caído tem noção.


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Frazz

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 17/10/2014

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Ter Mar 10, 2015 10:13 am



O tempo que esperava parecia infinito. Sabia que Mikael seria pontual, algo lhe indicava isso. Mesmo assim, os instantes que antecederam as badaladas que indicavam meia-noite, demoraram para passar. Os olhos de Frazael rondavam a região. Observada as plantas, as estrelas, a neblina e as nuvens no céu. Fazia milênios que não parava para desfrutar da beleza da natureza que ele mesmo criou.

“Havia me esquecido de como os pequenos detalhes da natureza são bonitos”, pensou o Diabo, como se conversasse com os fragmentos da alma de Theo.

A badalada por fim aconteceu e, junto dela, o primeiro estouro. Theo se assustou. Frazael analisou. As luzes do poste iam se rompendo e deixando o local mais escuro na medida que uma pessoa se aproximava. Theo temia, Frazael sabia que tudo estava certo. Quando o vulto parou, houve uma troca de olhares profunda, mesmo que não fosse possível ver realmente os olhos uns dos outros através da escuridão. Foi isso que Frazael sentiu.

A pessoa desapareceu do outro lado da rua.

– Por um segundo pensei que se atrasaria – disse Frazael, com um sorriso de canto de boca. – Não esperava menos de você, Mikael.

Ao virar-se, notou o objeto que o Algoz trazia. Pegou assim que ele mostrou o mesmo colar em seu pescoço.

– Muito obrigado – respondeu ao colocar o colar. – Claro, trouxe as ferramentas – disse apontando para uma sacola ao lado dos arbustos.

Rapidamente, o Diabo pegou o que havia trazido e seguiu Mikael pelos portões do cemitério. Theodore sentia uma mescla de medo e excitação.

–  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 227
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 31
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Qui Mar 12, 2015 8:14 am



A noite esta bela, gélida e com um toque de miticismo. Principalmente quando se trata de um cemitério. Frazael fez seus agradecimentos, colocou o colar e em seguida passou pela entrada. Ele sentiu algo forte de dentro pra fora, como se algo pregasse diante de sua alma celestial. Uma dor, mas lhe deixou ofegante como se estivesse corrido por duas quadras fugindo de alguém ou algo. Mas logo a sensação vai embora e aos pouco ele se recompõe. O terreno percebeu que Mikael não passou por isso. E o mesmo lhe responde olhando-o para trás com um sorriso misterioso como se sentisse graça ao vê-lo desta forma:

─ Não precise agradecer. Lembre-se, estamos em favores. Eu sou bom em ajudar e também em cobrar. Mas, eu já estou acostumado a entrar em cemitérios. Graças a este pingente que eu mesmo criei com restos de grilhões uma aparição. Nosso Tormento não nos permite caminhar em solos sagrados. E padre... quando for entrar em uma igreja que tenha uma Fé verdadeira, melhor esta com ele ao pescoço. Se não sairá em chamas.. Hahaha... Chega de papo e vamos... -

Ele deu uma risadinha escrota, bem macabra e nem se considera uma risada. Mas ele caminhou junto de Frazael em um solo de paralelepípedo e uma subidinha suave até o início do cemitério. Ao lado esquerdo a enorme capela a qual as famílias recebem os defuntos antes de serem enterrados. Totalmente fechado e nenhum tipo de iluminação. De frente para capela um carro grande e negro de funerária. Com o logo bem estranho para o nome de uma funerária "Sua Morte é Bem-Vinda" com endereço e telefone. Já ao lado direito o início dos túmulos, mausoléus, estatuas de anjos e santos espalhados pelo enorme cemitério. Em alguns pontos pequenas iluminações, indica-se velas. Mikael parecia estar concentrado e de olhos fechados como se senti-se o aroma do lugar. Que por sinal aquele cheiro de flores silvestres de cemitério não agrada muita gente. Mas ele parece admirar aquilo e principalmente quando fala:

─ Adoro este aroma... E Frazael meu jovem Elohim, guie-me até os túmulos dos parentes mortais de sua carcaça. E vamos ao trabalho. Este lugar esta diferente e estranho desde da última vez que vim aqui... -

Suas feições muda da água para o vinho do nada, como se estivesse atento e mais misterioso do que nunca. Esperou que o jovem pastor o guie até o destino certo.


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Frazz

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 17/10/2014

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Qua Mar 18, 2015 8:21 am



Frazael andava com cautela. Por mais que tivesse acostumado com desgraça e morte – de certa forma – a sua fração humana não era tão receptiva à ideia. Quando o seu peito começou a queimar, deu graças a De-...., graças a Lúcifer que estava ao lado de Mikael, com o colar em seu pescoço. Provavelmente fora por isso que nunca teve a iniciativa de continuar os trabalhos de Theodore na igreja que ele comenda. Algo dentro do Diabo dizia que era perigoso. Mas agora estava seguro.

Ao ouvir o que Mikael disse primeiramente, Frazael se lembrou mais de sua essência. O Anjo Caído estava deixando sua parte mortal lhe dominar muito. Desde quando sairia agradecendo pequenos favores? Era óbvio que aquilo era um favor e, como todos os favores, seria cobrado.

– Claro – se restringiu a dizer enquanto sua mente estava a mil.

A risadinha macabra do seu companheiro foi ignorada, já que sua atenção estava voltada às nuances da Capela e depois das lápides e túmulos.

“Sua morte é Bem-Vinda”. Frazael riu pela ironia. Theodore estranhou.

Assim que Mikael pediu para que Frazael o guia-se meio aos túmulos até os corpos dos familiares do Theodore, o Diabo parou. Naquele momento, concentrou a sua Fé em sua percepção. “Cadeia de Fé”. Foram as palavras que ecoaram na alma do Diabo. O ambiente e os objetos se tornaram ainda mais macabros, como se adquirissem uma característica fantasmagórica. Em contraponto, Frazael esperava que qualquer presença indesejada no cemitério fosse detectada.

Com cautela, Theodore guiou todos a seus mortos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fractius

avatar

Mestre do Conselho
Mestre do Conselho
Mensagens : 227
Data de inscrição : 26/09/2014
Idade : 31
Localização : Salvador

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Sab Mar 21, 2015 9:12 am



O local não é muito agradável. Principalmente por se tratar de um cemitério e pisando em solo sagrado. O que aconteceria com o Diabo se perdesse este colar ? Não queria nem saber o Elohim. Tudo estava silencioso como a própria morte. Frazael podia sentir o ar gélido e o cheiro de flores da localidade. Após as palavras de Mikael o mesmo aguarda que seja guiado. Ele mesmo arqueia a sobrancelha esquerda curioso ao ver o Elohim entrando em uma espécie de transe. Vendo agora tudo mais decadente e naquela região das lápides próximas e da capela, nada, nenhuma alma viva com chama da potência de fé. O único brilho distorcido e detalhando ser um ser infernal provém do próprio Algoz ao lado dele. Sua colheita aparentemente não revela nada. Era só os dois presentes naquela localidade. Não sabe o que pode aguarda-los mais a frente. Então o caído pergunta:

─ Fazendo o quê ?Esta tudo bem ? Podemos ir... ? Como eu disse, quero fazer isso logo e ir embora o mais rápido possível Frazael. Este lugar me cheira a estranheza. Faz anos que não piso aqui... -

Ele mesmo começa então a caminhar lentamente e esperando Theo o acompanhe e mostre de vez o caminho. Parece que o Mestre das Almas esteja impaciente. Mas com o local ou de resolver logo este problema ? Eis a questão...


_________________


Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com
Frazz

avatar

Jogador
Jogador
Mensagens : 20
Data de inscrição : 17/10/2014

MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    Seg Mar 30, 2015 8:11 am



Frazael estranhou a impaciência do Algoz. Certamente ele já havia dito que tinha pressa, mas a insegurança do Mikael começava a abalar a o próprio Diabo. Se alguém estava perdido ali, além do Theodore, esse alguém era Frazael. Sem mais delongas, começou a andar em direção ao túmulo dos seus familiares.

A brisa da noite entrava pelo nariz do Anjo Caído. A lua e as estrelas pareciam o convidar para uma admiração. Mas não havia tempo para tal. As nuvens faziam a sua parte encobrindo a beleza emanada do céu. Só restou a Theodore andar pelas pedras soltas e escorregadias do calçamento do cemitério.

Os mortos pareciam não ter fim. Frazael imaginava como todas aquelas pessoas haviam parado ali. Aos poucos começava a entender o fascínio do Algoz pelo lugar sombrio. Cada pessoa deitada a sete palmos do chão tinha uma história. História tal, enterrada junto do corpo. Imagina se fosse possível revivê-las como em um sonho?

Ainda com cautela, Frazael também era guiado pela sua fração humana. Mantinha o foco em seu colar e, com uma das mãos, segurava o seu isqueiro. Não queria fumar seus cigarros naquele lugar, mas a vontade era imensa.  

Os túmulos familiares a frente começavam a se destacar dos demais. Estavam chegando.

– Logo a frente, Miakel. O que fazemos agora?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado



MensagemAssunto: Re: ۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

۞ Frazael: Arco I, Ato III: O Segredo das Almas ~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Fic: Rosário + Vampire : O Segredo das Trevas
» O Segredo do Byakugan
» Os primordiais
» "Ovni" voce acredita?
» Stages of Blood - Treinamento para Sátiros, Indefinidos, filhos de Hefesto e filhos de Herácles

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Área Abandonada :: Crônicas Antigas :: ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤDemônio: A Queda :: Demon: Diabolical Mind-